terça-feira, 9 de junho de 2009

Os maiores clubes de Northern Soul da Inglaterra

Seguindo o post sobre Northern Soul, apresento aqui uma lista resumida dos maiores clubes noturnos de Northern Soul da Inglaterra.

Twisted Wheel (1963 - 1971) - O clube começou na década de 1950 como um café beatnik chamado Left Wing. Perto do centro de Manchester abriu em novembro de 1963, localizada em 26 Brasenose Street, como um lugar que varava a madrugada, tocando um mix de blues, early-soul, bluebeat e jazz. No dia 18 de setembro de 1965 ele se mudou para uma segunda localidade, em 6 Whitworth Street. Graças ao dj Roger Eagle, o Twisted Wheel cresceu com a reputação de um bom clube para dançar o R&B norte-americano. Os frequentadores mais assíduos do clube eram conhecidos como wheelites.

Catacombs (1967 - 1974) - Localizado em Temple Street, Wolverhampton. Não fosse pela sua inauguração, ele poderia ter facilmente ter superado o Twisted Wheel como o principal clube do início dos anos 1970. Seus principais djs eram Alan S (Smith), relativamente novo na época e Farmer Carl Dene, um dos maiores colecionadores de Rare Soul da década de 1960. Uma das curiosidades do clube era de que em alguns dias ele fechava à meia-noite.

Wigan Casino (1973 - 1981) - Localizado em Wigan, Manchester, foi um dos maiores pontos de encontro dos amantes do Northern Soul. Desde setembro de 1973, jovens de todo o Reino Unido faziam regularmenrte o caminho até o clube para escutar os maiores hits e dançar, o que tornava as filas para entrar no clube muitas vezes quilométricas. Uma das pistas de dança, chamava-se Mr. M's e ficava aberta até às 6 da manhã, tocando só a velharia soul de uma grande variedade de djs. O abuso de drogas por muitos frequentadores, além das poucas músicas de qualidade que estavam sendo tocadas com o passar do tempo, levaram à deterioração do clube. Além disso, traficantes nas dependências do clube chegavam a assaltar as pessoas. Um ano depois de seu fechamento, o prédio onde funcionava o Wigan Casino pegou fogo.

The Golden Torch (196
5 - 1972) - Mais conhecido apenas como The Torch, este foi na verdade um clube noturno Mod, localizado em Tunstall, Stoke on Trent. Primeiramente era uma igreja, depois se tornou uma pista de patinação no gelo, e na década de 1940 o Little Regent Cinema. O antigo cinema foi transformado num clube Mod por Christopher Burton, contemporêneo de Ivor Abadi (fundador do Twisted Wheel) e Russ Winstanley do Wigan Casino. O clube abriu em 30 de janeiro de 1965 com uma apresentação de Billy J. Kramer & The Dakotas. Um dos djs residentes do clube foi Peter Stringfellow, que passou a tocar os soul hits de artistas obscuros como Inez e Charlie Fox, fazendo com que o clube passasse a ter clientela similar a do Twisted Wheel. Depois que o Wheel fechou, o The Torch passou a ser o ponto de encontro da música negra norte-americana.

Blackpool Mecca (1971-1979) - Localizado em Blackpool, Lancashire. Era conhecido também como The Highland Room e foi um dos clubes de northern soul mais populares. Diferentemente do Wigan Casino e do The Torch o clube funcionava somente nos sábados à noite das 20:00 hs até às 2 da manhã. Seus dois principais djs foram Ian Levine e Colin Curtis.
Mais tarde, na década de 1970, o Highland R
oom passou a tocar uma forma mais contemporânea e menos frenética de Northern Soul, caracterizado por gravações como "It Really Hurts Me Girl" do Carstairs, "Cashin' In" do Voices Of East Harlem e "Ain't Nothing Like Your Love" do Charisma Band. O clube acabou em 1979, edifício foi fechado em 1980 e demolido em janeiro de 2009 para abrir um centro educadional.

Mantenham a fé, vejo vocês na próxima semana!



2 comentários:

  1. nossa, valeu mesmo, esse primeiro volume tá dificil de achar.... me passa pelo orkut se puder!

    valeu muitoooooo
    otito ferido
    bjão xuxu - saudadesss

    ResponderExcluir
  2. "otito ferido" ...nossa, de onde eu tirei isso? ...rs

    adorei o post sobre Northern Soul, tu sempre tem ideias otimas, "invejinha" :B

    agora sim, "otimo feriado" ...rs
    bjão xuxu

    ResponderExcluir

Mesmo com a moderação de comentários, use seu bom senso. Caro (a) anônimo (a), por favor, identifique-se no comentário!