sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Presente de Ano Novo: V.A. The 2 Tone Collection: A Checkered Past (1993)

Meu presente de Ano Novo para vocês é esta coletânea que reúne os mais importantes artistas da 2 Tone em dois cds. Entre eles estão The Selecter, The Specials (The Special AKA), Madness e The Beat (The English Beat). Espero que gostem!!



CD1

01. The Special AKA (The Specials) - Gangsters
02. The Selecter - The Selecter
03. Madness - The Prince
04. The Selecter - On My Radio
05. The Specials (featuring Rico) - A Message to You Rudy
06. The Specials (featuring Rico) - Nite Klub
07. The Beat (The English Beat) - Tears of a Clown
08. The Beat (The English Beat) - Ranking Full Stop
09. The Special AKA (The Specials) - Too Much Too Young
10. The Special AKA (The Specials) - Guns of Navarone
11. The Selecter - Three Minute Hero
12. The Bodysnatchers - Let’s Do Rock Steady
13. The Bodysnatchers - Ruder Than You
14. The Selecter - Missing Words
15. The Specials - Rat Race
16. The Specials - Rude Boys Outa Jail
17. The Bodysnatchers - Easy Life
18. The Bodysnatchers - Too Experienced
19. The Specials - Stereotype
20. The Specials - International Jet Set
21. The Swinging Cats - Away
22. The Swinging Cats - Mantovani
23. Rico - Sea Cruise
24. The Specials (featuring Rico & the Ice Rink String Sounds) - Do Nothing
25. The Specials - Maggie’s Farm

CD2

01. The Specials - Ghost Town
02. The Special AKA (The Specials) with Rhoda - The Boiler
03. The Special AKA (The Specials) with Rico - Jungle Music
04. The Apollinaires - The Feeling’s Gone
05. The Higsons - Tear the Whole Thing Down
06. The Higsons - Ylang Ylang
07. The Apollinaires - Envy the Love
08. The Special AKA (The Specials) - War Crimes (The Crime Remains the Same)
09. The Higsons - Run Me Down
10. The Special AKA (The Specials) - Racist Friend
11. The Special AKA (The Specials) - Bright Lights
12. The Special AKA (The Specials) - Nelson Mandela
13. The Special AKA (The Specials) - Break Down the Door
14. The Special AKA (The Specials) - What I Like Most About You is Your Girlfriend
15. The Friday Club - Window Shopping
16. J.B.’s Allstars - The Alphabet Army
17. The Specials - Raquel
18. The Specials (with Roddy Radiation) - Braggin’ and Trying Not to Lie
19. Neville Staples (Judge Roughneck) - Rude Boys Outa Jail

Download

E como este é o meu último post de 2010, queria agradecer a todos vocês, leitores, por terem acompanhado eu e o Galberto nesta jornada musical e informativa sobre o mundo MOD que tentamos trazer semanalmente para vocês. E lembrando que 2011 virá com deliciosas e modernas surpresas! Espero ter sua companhia! Feliz 2011! Mantenham a fé. Abração, Penny.

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

The Sea-Ders


Bom pessoal, aqui vai o meu último post de 2010, vou fechar o ano com um chute no rim, postando uma coletânea duma banda muito foda do Líbano, THE SEA-DERS, eu conheci a banda nesta semana mesmo, e eu pensei, vou ter que postar no blog, fechar o ano com algo fodástico, e pra quem curte coisas obscuras dos anos 60, vale a pena conferir!!!!

MANTENHAM A FÉ, E FELIZ 2011!!!!! By GALBERTO

01 - For Your Information
02 - Hide if you want to hide
03 - I like the way
04 - I don't know why
05 - Thanks a Lot
06 - Undecidedly
07 - Better Loved
08 - Cause I do care

DOWNLOAD

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Jamaica 69 - Como en los viejos Tiempos


Continuando com nossas postagens especiais de Fim de Ano, esta semana trago para vocês esta banda tradicional de ska vinda diretamente do México. Jamaica 69 começou em 1996 nascida das cinzas da banda Skaso Billete. O grupo, vindo de Matekuala, pegou o nome emprestado de um projeto de Sound Sistem que rolava na época. Com influências que passa por Los Flechazos, Tonto and The Renegades, Geno Washington entre outros, o grupo é composto por Ruffy, Mike "Marcelo" , Arturo , Oswaldo e Renecito e os caras fazem um reggae de qualidade com muita influência de Rocksteady, lembrando, muitas vezes, o mestre Alton Ellis. Espero que gostem!



01. Tras Tus Passos
02. Aguanta
03. Siempre Estarás
04. Hello
05. Tiempo Perdido
06. Cenizas
07. Reggae Girl
08. Brisa de Mañana

Download

Espero que tenham gostado! Mantenham a fé e aguardem nossos próximos posts especiais!

sábado, 25 de dezembro de 2010

Los Granadians del Espacio Exterior - Feliz Navidad con Los Granadians


Aqui vai o meu post de Natal aqui no MMs, um EP duma banda de Early Reggae mexicana, muito boa por sinal, e bem recente até, esse é o EP Natalino de Los Granadians del Espacio Exterior, esse é um dos presentes natalinos do MMs, é issso aí!!!!

MANTENHAM A FÉ E FELIZ NATAL!!!
(Galberto Carlos Shumann)

01 Adeste Fideles
02 Hacia Belén va una burra
03 Noche de paz
04 Ya vienen los Reyes Magos

DOWNLOAD

Presente Duplo de Natal: The Sonics- Here are The Sonics!!! (1965) + Boom (1966)

“Nós somos sacanas. Tudo que você ouve sobre nós é verdade". - Larry Parypa

Vindos de Tacoma, Washington, Gerry Roslie (órgão, piano, vocal principal), Andy Parypa (baixo), Larry Parypa (guitarra, vocais), Rob Lind (saxofone, vocais, harmônica) e Bob Bennett (bateria) com certeza formaram uma das melhores, senão a melhor banda de garagem da década de 1960 - The Sonics.

Com um som rápido, agressivo e cantado aos berros, The Sonics é lembrada muitas vezes como a "primeira banda punk/grunge", servindo de influência para Kurt Cobain, The Flaming Lips, The Cramps, The White Stripes e inúmeras outras bandas.

Como presente de Natal trago para vocês os dois álbuns mais conhecidos dos caras: o 1º a ser lançado - Here are The Sonics!!! de 1965 e Boom de 1966.
Destaque para as mais que conhecidas Psycho, Strychnine, Boss Hoss, The Witch, Have Love Will Travel e a versão dos Sonics para Louie Louie do The Kingsmen. Espero que gostem!

Here are The Sonics!!! (1965)

01. The Witch
02. Do You Love Me
03. Roll Over Beethoven
04. Boss Hoss
05. Dirty Robber
06. Have Love Will Travel
07. Psycho
08. Money
09. Walkin' the dog
10. Night Time Is The Right Time
11. Strychnine
12. Good Golly Miss Molly
13. Keep A Knockin'
14. Don't Believe in Christmas
15. Santa Claus
16. The Village Idiot



Boom (1966)


1. Cinderella
2. Don't Be Afraid of the Dark
3. Skinny Minnie
4. Let the Good Times Roll
5. Don't You Just Know It
6. Jenny, Jenny
7. He's Waitin'
8. Louie, Louie
9. Since I Fell for You
10. Hitch Hike
11. It's All Right
12. Shot Down
13. Hustle
14. Witch [Alternate Take]
15. Psycho [Live]
16. Witch [Live]


Espero que tenham gostado! Feliz Natal a todos!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

The Primitives - Maladjusted


Bom, nesta quinta vai uma coletânea duma banda inglesa muito foda dos anos 60, que é o The Primitives, é uma mistureba maluca de R&B, Beat, e Freakbeat, vale a pena conferir!!!

MANTENHAM A FÉ!!!!

01 Help Me
02 Let Them Tell
03 You Said
04 How Do You Feel
05 Every Minute Of Every Day
06 Pretty Little Face
07 Forget It
08 Your Friend
09 Lonely Room
10 Tell Your Friend
11 Oh Mary (Demo)
12 Oh Mary
13 I Don't Feel Myself
14 Mr. Heartache
15 Tears In My Eyes
16 Gimme Some Loving
17 L'Ombra De Nessuno (Standing In The Shadows Of Love)
18 No Response
19 Johnny No
20 Cara-Lin
21 Yeeeeeeh! (I Ain't Gonna Eat My Heart Out Anymore)
22 Gira, Gira (Reach Out, I'll Be There)
23 Every Minute Of Every Day
24 Mister Hertache
25 Ma Beata Te
26 Sookie, Sookie
27 Monhair Sam
28 L'Incidente (Soul Finger)

DOWNLOAD

Les Mods (1965) - Documentário

retrouver ce média sur www.ina.fr


Nosso primeiro presente de Natal veio antecipado, e é o documentário francês "Les Mods" de 1965. Em áudio original, sem legendas.

Descubra a nova juventude Inglês no bairro de Hammersmith, subúrbios de Londres e, em particular o movimento "mods" ou "modernismo". Aqui a juventude rural fala sobre drogas, polícia, política, racismo, sociedade em geral. Com imagens de shows do The Who em um pequeno palco, em Londres. Entrevista em francês de Kit Lambert sobre o movimento Teddy Boys, sobre os rockers, e, é claro,os mods.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

The Trashmen - Surfin' Bird (1964)


Com uma mistura de Garage com Surfin' Music, o Trashmen fez história. Formado por Tony Andreason na guitarra, Dan Winslow na guitarra e no vocal, Bob Reed no baixo e Steve Wahrer na bateria e vocais, o grupo conseguiu colocar a cidade de Minneapolis no mapa em 1963 no lançamento de uma das músicas mais lembradas e parodiadas de todos os tempos - Surfin' Bird. Os riffs pegos das músicas originais do The Rivingtons, acabaram levando o The Trashmen à justiça tendo que pagar royalties pelo uso das músicas.

Durante muito tempo a música do The Trashmen ficou conhecida como "lixo" (trash) e após à ida a justiça, o sucesso nunca mais foi alcançado. Steve Wahrer acabou morrendo de câncer em 1989, aos 49 anos.

Destaques para a tão famosa Surfin' Bird, regravada pelos Ramones e parodiada no episódio de Family Guy em que Petter Griffin encontra Jesus numa loja de discos, para Bird Dance Beat, outra das mais conhecidas do grupo e para Miserlou, terrivelmente regravada pelo Black Eyed Peas. Espero que gostem!!

01. Surfin' Bird
02. King of the surf
03. Henrietta
04. Miserlou
05. Malagueña
06. It's so easy
07. Tube city
08. My woodie
09. Bird Bath
10. Kuk
11. Money
12. Sleeper
13. Surfin' Bird (demo version)
14. Bird dance beat
15. Walkin' my baby
16. Dancin' with Santa


Espero que tenham gostado e esperem por nossos presentes natalinos no sábado!

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

É hoje! The Crabs Corporation em Foz do Iguaçu/PR

Para todos os paranaenses e afins que são sortudos e poderão apreciar esta maravilhosa banda argentina de ska pela primeira vez no Brasil.
Não percam esta oportunidade!

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Symarip - Skinhead Moonstomp


Bom, em primeiro lugar, se você acha que Skinhead é nazista, a resposta é FODA-SE, se Skinhead fosse nazi, esse disco que estou postando, nunca existiria, se não fossem os negros, não existiram os Skins, resumindo é isso, quando ouvi esse disco, eu pirei, me apaixonei mesmo por Reggae, a capa é o que vocÊs viram né mas quando vocês verem a contracapa, vocês vão ver a banda mesmo, e a cor deles, como realmente é fato o que digo!!!!

MANTENHAM A FÉ!!!

01. Skinhead Moonstomp
02. Phoenix City
03. Skinhead Girl
04. Try Me Best
05. Skinhead Jamboree
06. Chicken Merry
07. These Boots Are Made for Walking
08. Must Catch a Train
09. Skin Flint
10. Stay With Him
11. Fung Shu
12. You’re Mine
13. Bam Bam Baji
14. Hold Him Joe
15. Tomorrow at Sunrise
16. Parson’s Corner
17. Redeem
18. La Bella Jig
19. Holidays by the Sea
20. Feel Alright


terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Paul Weller - Heavy Soul (1997)

Esta semana trago para vocês este que eu considero um dos melhores álbuns do Modfather Weller. Espero que gostem!!




01. Heavy Soul (pt1)
02. Peacock Suit
03. Up in Suze's Room
04. Brushed
05. Driving Nowhere
06. I Should Have Been There To Inspire You
07. Heavy Soul (pt2)
08. Friday Street
09. Science
10. Golden Sands
11. As You Lean Into The Light
12. Mermaids

Download

Espero que tenham gostado!! Keep the faith!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Angola 60's - 1956 to 1970



Bom aqui no MM's vai uma coletânea muito interessante da Angola, muita coisa achei engraçado, mas o disco é muito interessante como eu já disse, umas musicas os caras cantam em africano e outras em português, outras eles misturam os idiomas, é bizarro, VALE A PENA CONFERIR!!!!

MANTENHAM A FÉ!!!

1 Ngola Ritmos - Muxima
2 Ngola Ritmos - Django Ué
3 San Salvador - Enzol’eyaya
4 Kaboko Meu - Na rua de São Paulo
5 União Mundo - Amanhã vamos à procura da chave
6 Mestre Geraldo Morgado - Mini saia
7 Minguito - Sant’Ana
8 Ngola Ritmos - Nzage
9 Duo Ouro Negro - Kurikutela
10 Sara Chaves - Kurikuté
11 Elias Dia Kimuezo - Ressurrreição
12 Lilly Tchumba - Paxi Ngongo
13 Gingas - Lamento
14 Luís Visconde - Chofer de Praça
15 Quinteto Angolano - Kupassiala Kua Aba
16 Dimba Dya Ngola - Fixe
17 Os Kiezos - Rumba 70
18 Vum Vum - Muzangola
19 José Viola - Oholwa
20 Ruy Mingas - Monangambé
21 Teta Lando - Mumpiozzo Ame

download

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

V.A. - Swinging London (2007)

Esta semana trago para vocês esta coletânea da Saga Records com bandas que transitam entre o Mod, o rock britânico e a Psicodelia e que são verdadeiras pérolas da década de 1960. Espero que gostem!!



1. Swinging London - First Impression
2. Five Day Week Straw People - Five Day Week Straw People
3. I'm So Sad - Magic Mixture
4. There Ain't No se In Hanging On - Katch 22
5. That's The Life - Good Earth
6. Girl I'm Wondering - Blackbirds
7. Quite Fast - Moses, Dave Group
8. Young Scene - Walker, Graham Sound
9. Thoughts On A Rainy Day - Katch 22
10. New Man - Magic Mixture
11. Arcipelago - Underground
12. Couldn't Bear The Sight - Peace, Dave Quartet
13. She - Blackbirds
14. If This Is Love - Five's Company
15. Someone Is Calling Your Name - Family Affair
16. All Lead Back To You - First Impression
17. Long Voyage - Herbie & The Royalists
18. Don't Listen - Katch 22
19. Mr Bantam's Fair - Linda & Noel
20. Crossroads - Walker, Graham Sound
21. Scheherazade - New World
22. My Life Has Just Blown A Fuse - Herbie & The Royalists
23. Shake 26 - Underground Set
24. Sunday Morning - Five Day Week Straw People
25. Moonbeams - Magic Mixture
26. Victoria Dines Alone - Campbell, Alex

download

Espero que tenham gostado! Mantenham a fé!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

The Roulettes - Stakes and Chips



Esse disco, só tenho uma coisa pra falar: RECOMENDO À TODOS QUE CURTEM BRITISH 60s ROCK, quando eu ouvi a primeira musica desse disco, fiquei louco, foi uma pedrada no meu rim, agora vocês imaginem como é o resto do disco... NÃO PRECISO REPETIR!!!!

MANTENHAM A FÉ!!!

01 Bad Time
02 What You Gonna Do?
03 Settle Down
04 Taste of Honey
05 Find Out the Truth
06 I'll Remember Tonight
07 You Don't Love Me
08 Stubborn Kind of Fellow
09 I Hope He Breaks Your Heart
10 I Can't Think of Anyone Else
11 Shake
12 Soon You'll Be Leaving Me
13 Me Body
14 This Little Girl
15 Can You Go?
16 Tell Tale Tit
17 The Long Cigarette
18 Junk
19 Jackpot
20 Yesterday, Today and Tomorrow
21 Tracks of My Tears
22 I Can't Stop


terça-feira, 30 de novembro de 2010

Swinging London/ 60's fashion

Esta semana trago para vocês um pequeno documentário que tenta ilustrar a efervescência fashionista da Swinging London, em homenagem a Lais Prieto. Espero que gostem!



Mantenham a fé!!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Keith & Ken With The Jamaicans Steel Band - Jamaica - 1965


Cara, eu lembro quando eu ia nas festas da Brahmod em POA, eu não conheçia nada de ska, mas quando eles botavam, eu achava aquilo engraçado, daí eu na curiosidade, acabei conheçendo bandas como Specials, Selecter, Bad Manners, etc..., mas quando eu consegui este álbum com um amigo, daí eu vi o que é ska de verdade, sério fiquei imaginando hooligans em 66 quebrando tudo, eu fiquei doido quando ouvi isso, e falei para mim mesmo "CARALHO... EU ADORO ESSA MERRRDAAAA", e realmente nada melhor do que a boa e velha BLACK MUSIC!!!!

01 Tear Up
02 Walk Like A Dragon
03 Joy Ride
04 I Don`t Love You Anymore
05 Rough & Tough
06 You're The One I Love
07 The Hop
08 Say Bye Bye
09 I Won't Let You Go
10 Carry Go Bring Come
11 Dumplings
12 Beautiful Garden


MANTENHAM A FÉ!!!


terça-feira, 23 de novembro de 2010

Swinging London


Swinging London era o termo usado para representar a efervescência cultural de Londres na segunda metade da década de 1960 coroada pela melhora econômica da Europa, principalmente da Grã-Bretanha pós-2ª Guerra Mundial.

O termo Swinging, com a conotação de arrojado, moderno, foi usado pela primeira vez por Diana Vreeland, jornalista de moda e editora da Vogue na época. Sua declaração foi a de que Londres era a cidade mais vibrante e avant-garde do mundo. Ao mesmo tempo, em 1965, a revista TIMES associou Londres ao termo em um editorial publicado em sua revista. Houve também o lançamento de uma rádio pirata muito popular entre os jovens, a Swinging Radio England.

A partir do lançamento de artistas britânicos tais como The Beatles, The Rolling Stones, The Who, Lulu, entre outros que caracterizaram a invasão britânica e de artistas cinematográficos como Sean Connery na pele do Agente 007, de Michael Caine intepretando Alfie, o Sedutor, Londres mostrava uma nova vanguarda na música e na representação.

Na moda, Mary Quant idealizava novos looks com a minissaia, enquanto as ruas Carnaby Street e King's Road eram o ponto de encontro dos fashionistas da época. Twiggy, Verushka e Jean Shrimpton era os rostos mais fotografados por David Bailey (inspirador do personagem David Hemmings de "Blow up - Depois daquele beijo").

Após a vitória britânica na Copa de 1966, a Union Jack, bandeira da Grã-Bretanha, passou a ser moda entre os jovens, sendo usada em casacos, saias, vestidos e até mesmo lingeries.

sábado, 20 de novembro de 2010

Novo filme: Brighton Rock

O filme Brighton Rock com lançamento previsto para o dia 04 de fevereiro nos cinemas da Europa é um remake do filme homônimo de 1947 dirigido por John Boulting. Na refilmagem, a história se passa em 1964, onde Pinkie Brown é um criminoso em uma pequena cidade cuja gangue vende proteção baseada na pista de corridas de Brighton. Com Sam Riley (Control). Baseado na obra de Graham Greene.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Renato & seus Blue Caps 1987, 1996, 2001

Enfim, terminando a discografia dos Blue Caps, com o último disco dos anos 80, porém o último mesmo com Paulo Cezar no grupo, e depois de 9 anos o grupo entra em estúdio e grava o único disco lançado nos anos 90, porém coma participação de Paulo Cezar em algumas músicas, foi o último a ser lançado em LP também, e 5 anos depois o grupo lança um CD Ao Vivo, porém foi o último álbum que os Blue Caps gravaram que contém algumas musicas em estúdio, é isso aí pessoal, LONGA VIDA À RENATO E SEUS BLUE CAPS!!!

MANTENHAM A FÉ!!!





1987 - Batom Vermelho

Após 4 anos da passagem pela RCA, Renato e Seus Blue Caps volta ao disco, neste lançamento pela Continental.
"Batom Vermelho" é um ótimo disco, bem produzido, repertório eficiente com músicas que caíram no gosto popular. "Batom Vermelho" tocou bem nas rádios, e trouxe o grupo de volta à mídia.
Destaque para "Feito Sonho", que com vocal inspirado de Paulo Cezar, foi um dos grandes êxitos do álbum.

Formação:
Renato Barros: Guitarra e Vocal;
Paulo Cezar Barros: Baixo e Vocal;
Cid Chaves: Vocal;
Gelson: Bateria

01 - Batom Vermelho
02 - Julia
03 - Pode Me Procurar
04 - Monaliza da TV
05 - Relógio
06 - Paula
07 - Unissex Total
08 - Feito Sonho
09 - Com Você No Coração
10 - Nos Braços, Nos Olhos e No Coração
11 - Anjo Rebelde
12 - Gaivotas Livres

DOWNLOAD




1996 - Renato e seus Blue Caps 1996

Da onda de regravações de sucessos antigos que prevaleceu na década de 90, o grupo Renato e Seus Blue Caps não saiu ileso.
Primeiro álbum a ter lançamento simultâneo em CD e LP, sendo que este último teve tiragem limitada, "Renato e Seus Blue Caps - 1996" traz regravações de músicas que marcaram a carreira da banda, em alguns casos, dispostas em pout-pourris.
O ponto alto, sem dúvida, foram as inéditas, entre as quais a belíssima "Amor Sem Fim".

Formação:
Renato Barros: Guitarra e Vocal;
Cid Chaves: Vocal;
Gelson: Bateria;
Darcy Velasco: Teclado;
Amadeu Signorelli: Baixo

01 - Até o Fim
02 - Meu Bem Não Me Quer / Meu Primeiro Amor / Menina Linda
03 - Amar Você
04 - Dona Do Meu Coração
05 - O Escândalo / Não Me Diga Adeus / Feche os Olhos
06 - Palavra de Rapaz
07 - Ana
08 - Primeira Lágrima
09 - Se Você Soubesse
10 - Não Te Esquecerei
11 - Amor Sem Fim
12 - Playboy
13 - Eu Não Aceito o Teu Adeus
14 - Eva

DOWNLOAD




2001 - Ao Vivo

Depois de muita espera, o grupo finalmente lança o seu primeiro disco "ao vivo".
Com 11 faixas ao vivo, e mais 5 inéditas, o CD é lançado em um momento em que a banda ultrapassa os 40 anos de carreira.
Nas faixas "ao vivo", tudo é mais ou menos previsível, pelo menos para quem já acompanhou um show da banda. Excelentes são as gravações inéditas, feitas em estúdio, mostrando à indústria do disco que Renato e Seus Blue Caps ainda tem um enorme potencial de criação, e que jamais precisarão de "remakes" para sobreviver no cenário musical.

01 - Pout-Pourri (Não Te Esquecerei / Pra Você Não Sou Ninguém)
02 - Meu Primeiro Amor
03 - Pout-Pourri (Como Num Sonho / Se Você Soubesse)
04 - Pout-Pourri (Jurei Nunca Mais Te Aceitar / Eu Vivia Enganado)
05 - Pout-Pourri (Sha-la-la Marisa / Tão Sozinho)
06 - Pout-Pourri (A Primeira Lágrima / Orgulho de Menina)
07 - Pout-Pourri (Devolva-me / Eu Não Sabia que Você Existia)
08 - Pout-Pourri (Meu Bem Não Me Quer / Não Me Diga Adeus)
09 - Feche os Olhos
10 - Dona Do Meu Coração
11 - Menina Linda
12 - Atriz
13 - Só Falta Você
14 - Pensamento
15 - Sereia
16 - Que Saudade de Você

DOWNLOAD

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Paul McCartney & Wings - Band on the run (1973)

Esta semana trago o disco que é, possivelmente, o melhor de Sir Paul. O ex-Beatle chegou a fazer seu Live and Let Die para o filme de James Bond (Roger Moore), subindo ao topo do ranking de vendas.
Este álbum foi gravado em 1973 em um estúdio em Lagos (Nigéria), tocando todos os instrumentos entre ele, sua esposa Linda e ex-Moody Blues, Denny Laine. A capa reuniu diversas personalidades da época.




01. Band On The Run
02. Jet
03. Bluebird
04. Mrs Vandebilt
05. Let Me Roll It
06. Mamunia
07. No Words
08. Helen Wheels
09. Picasso's Last Words (Drink To Me)
10. Nineteen Hundred And Eighty Five

download [LINK BLOQUEADO POR INFRAÇÃO À LEI DE DIREITOS AUTORAIS. ENTRE EM CONTATO COM modernomundo@hotmail.com]

Espero que tenham gostado!! Mantenham a fé!

domingo, 14 de novembro de 2010

Mary McCartney lança livro de fotografia


No clima pós-show em Porto Alegre e pré-show em São Paulo, a família McCartney volta a ser notícia.

Mary McCartney, filha de Paul, lança seu primei

ro livro de fotografias com imagens que revelam a intimidade de sua família, além de retratar artistas e bastidores de espetáculos.

O livro intitulado From where I stand ("De onde estou" em tradução livre) foi lançado na Grã-Bretanha junto com uma exposição aberta para visitantes até o dia 20/11 em Londres.

A obra, segundo ela é "também sobre minha visão do mundo

, influenciada pela minha família".

Fotos: Mary McCartney

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Paul McCartney - All the Best (1987)

Nesta semana de Paul McCartney trago para vocês uma coletânea com o melhor de sua carreira
solo e com o Wings, espero que gostem!


01- Jet
02- Band on the run
03- Coming up
04- Ebony and Ivory
05- Listen to what the man said
06- No more lonely nights
07- Silly love songs
08- Let 'em in
09- C Moon
10- Pipes of piece
11- Live and let die
12- Another day
13- Once upon a long ago
14- Say, say, say (com Michael Jackson)
15 - My love
16- we all stand toghether
17- Mull of Kintyre


Espero que tenham gostado! Mantenham a fé!

Uma breve crônica sobre a vinda de Paul McCartney a Porto Alegre - 07/11/10



Depois de ter passado minha adolescência inteira ouvindo o chiadinho dos vinis dos Beatles guardados e passados a mim com tanto carinho pela minha mãe (um dele deveras raro), eu posso dizer com certeza que realizei um dos maiores sonhos da minha vida inteira neste último domingo, dia 07. A recompensa pela espera durante um mês inteiro pela compra de um único ingresso, o calor sob o sol senegalês de Porto Alegre, a sede, a fome e o cansaço no Beira-Rio foram recompensados pelas três horas de show de Sir Paul McCartney. A ficha durante a espera pelo show demora para cair. É ele, ele está lá a mui
tos metros de distância e tu está lá, tu consegiu! Tu vai ver o HOMEM em carne e osso! Intraduzível o que senti na hora em que o vi entrar no palco, senti um misto de emoções e logo não contive o choro.
Aos 21 anos eu já era conhecida pelos 'migos' por Penny Lane, a menina com a tattoo da capa do Help! no ombro, aquela guria que na época do colégio salvava as aulas de inglês com a fitinha k7 da coletânea de 20 hits que foram número #1 nas paradas e, finalmente, aos 24 realizo o sonho de qualquer beatlemaníaco que se preze. Dos tantos momentos que vou guardar na minha memória deste dia maravilhoso, o mais especial vai ser ter levantado as mãos para o céu agradecendo a Deus a oportunidade de estar lá.
Obrigada Beatles pelo que eu sou hoje e pela minha bagagem musical que me acompanhou, me acompanha e me acompanhará pelo resto da minha vida. Obrigada, Sir Paul McCartney pela energia contagiante e pelo dia mais feliz da minha vida. Meu amor pelos Beatles e por tudo o que eles representam na vida de tanta gente está maior que o cartaz de boas-vindas na entrada do Beira Rio...

Renato & seus Blue Caps 1979, 1981, 1983

Chegando a finaleira dos anos 70 e no começo dos 80, com o retorno do baixista Paulo Cezar
mais uma vez ao grupo, e também entra o tecladista Marquinhos, no disco de 1979, que é bem Disco Music, mas por incrivel que pareça, eu gostei, tem umas musicas românticas muito boas, umas bem engraçadas (as que o Marquinhos canta por exemplo), lembro que teve uma época que cada vez que eu ouvia esse disco eu sentia vontade de comer gemada, e eu ouvia ele direto, junto com o disco de 1981, eu acabei enjoando de comer gemada de tanto ouvir esses discos, muito bizarro, mas enfim, o disco de 1983 eu gosto também, porém é o último álbum com o Marquinhos, é isso aí pessoal!!!!

MANTENHAM A FÉ






1979 - Suco de Laranja

Lançado em meio à febre da Disco Music, "Suco de Laranja" mostra uma curiosa incursão de Renato e Seus Blue Caps por este ritmo. Estratégia para vender discos ou influência musical? A verdade é que o disco tem ótimos momentos, que retratam com fidelidade um pouco da atmosfera musical do final dos anos 70.
Com a volta de Paulo Cezar ao grupo, e a entrada do tecladista Marquinho, o conjunto ganhou um novo fôlego, e gravou uma competente versão do hit internacional de Billy Joel, "My Life", com vocal característico de Cezar.

Formação:
Renato Barros: Guitarra e Vocal;
Paulo Cezar Barros: Baixo e Vocal;
Cid Chaves: Vocal e Sax;
Gelson: Bateria;
Marquinhos: Teclados

01 - Pense (Boogie wonderland)
02 - Eu Te Amo
03 - Minha Vida (My Life)
04 - Triste Fim de Tarde
05 - Tudo Em Vão
06 - Suco De Laranja
07 - Mundo Novo
08 - Aperta
09 - Vou Ao Teu Encontro
10 - Pensando Em Você
11 - Não Consegui Te Esquecer

DOWNLOAD



1981 - Renato e seus Blue Caps

Último trabalho de Renato e Seus Blue Caps pela CBS, um ano antes da transferência para a RCA.
O disco não atingiu o resultado esperado, e praticamente passou despercebido por parte da mídia, mas não do público fiel, que encontrou neste disco uma ótima versão para "Woman In Love", e uma releitura do clássico de Bob Dylan "Mr. Tambourine Man", aqui com a participação e o talento de Zé Ramalho.

Formação:
Renato Barros: Guitarra e Vocal;
Paulo Cezar Barros: Baixo e Vocal;
Cid Chaves: Vocal e Sax;
Gelson: Bateria;
Marquinhos: Teclados

01 - Coração Faminto
02 - Mr. Tambourine Man
03 - Tim-Tim
04 - Sentimento Estranho
05 - Sem Você Não Vivo
06 - Saudades de Maria Helena
07 - Você Foi Longe Demais
08 - Sonho Colorido
09 - Velhos Tempos
10 - Sou Apenas Alguém (Woman in love)

DOWNLOAD



1983 - Pra Sempre

Depois de gravar durante 19 anos na CBS, Renato e Seus Blue Caps lança pela RCA este ótimo álbum, cercado de muita expectativa.
É um dos discos mais importantes da carrreira da banda, pois além de reunir boas músicas, mostra o grupo, em plena década de 80, totalmente integrado, assimilando novas tendências e produzindo um disco que até os dias atuais soa moderno e inspirador. À época do lançamento, a TVE do Rio de Janeiro produziu um especial sobre o grupo, em que as músicas deste novo álbum eram apresentadas.

Formação:
Renato Barros: Guitarra e Vocal;
Paulo Cezar Barros: Baixo e Vocal;
Cid Chaves: Vocal e Sax;
Gelson: Bateria;
Marquinhos: Teclados

01 - Renato Collection
02 - Pra Sempre
03 - Guerrilheiro do Amor (Rock do flipper)
04 - Será?
05 - O Fogo Ainda Não Apagou
06 - Sexo Frágil
07 - Vamos Fundo
08 - Sonhos de Amor
09 - Memórias

DOWNLOAD

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Renato & seus Blue Caps 1974, 1976, 1977

Chegando a fase "brega" dos Blue Caps, novamente Paulo Cezar sai do grupo, e Pedrinho volta pro baixo, e mais um vocalista entra no grupo, Ivanilton, hoje conhecido como Michael Sullivan, que em 1977 já não pertence mais ao grupo, porém o álbum de 1977, ao meu ponto de vista é o pior, até a regravação da muúsica do álbum de 1971 "O brinquedo se quebrou", eu achei horrivel, unica coisa que salva, são as duas versões das músicas dos Beatles, mas é isso aí!!!

MANTENHAM A FÉ!!!!



1974 - Renato e seus Blue Caps

Álbum importante da discografia de Renato e Seus Blue Caps, pois dele surgiram alguns hits do grupo, na metade da década de 70.
"Eu Não Aceito o Teu Adeus" foi um grande sucesso, mantendo o nome da banda nas paradas das rádios em todo o Brasil.
Neste álbum , a novidade ficou por conta da estréia de Ivanilton, que mais tarde seria muito conhecido como "Michael Sullivan". Seu vocal em "Recordações" é marcante e se constitui em um dos pontos altos do LP.

Formação:
Renato Barros: Guitarra e Vocal;
Cid Chaves: Vocal e Percussão;
Ivanilton: Vocal;
Scarambone: Teclados;
Pedrinho: Baixo;
Gelson: Bateria

01 - Você Não Merecia
02 - Ana (Mona)
03 - Eu Não Aceito o Teu Adeus
04 - Como Num Sonho
05 - Sempre a Te Esperar (Quedate en mis sueños)
06 - Eu Quero Dançar Contigo (Dancing on a saturday night)
07 - Não Quero Mais Saber de Você
08 - Só Por Causa de Você
09 - Pra Quem Você Olha
10 - Agora É Tarde
11 - Recordações
12 - Vou Curtir Minha Dor

DOWNLOAD



1976 - 10 Anos

Em 1976, quando o grupo já tinha 16 anos de carreira, eis que surge o curioso título de "10 Anos..." para este excelente LP.
Basicamente composto por belas baladas românticas, este décimo quarto álbum de Renato e Seus Blue Caps foi um dos melhores dentre os lançados na década de 70.
Com a canção "Como há dez anos atrás", Renato conseguiu, de maneira simples e singela, expressar o sentimento de muitos, que já na faixa dos 30, sentiam saudade da adolescência vivida na década anterior.

Formação:
Renato Barros: Guitarra e Vocal;
Cid Chaves: Vocal e Percussão;
Ivanilton: Vocal;
Scarambone: Teclados;
Pedrinho: Baixo;
Gelson: Bateria

01 - Como Há Dez Anos Atrás
02 - Eu Te Amei Demais
03 - Essa Mágoa que Ficou
04 - Tire Os Grilos da Cabeça
05 - Me Esqueça
06 - Quero Conquistar Você
07 - Eu Preciso Tanto de Você
08 - Não Consigo Parar de Chorar
09 - Tudo Se Perdeu
10 - Não Sei Dizer
11 - Possso Até Lhe Abandonar
12 - Não Me Deixe Agora

DOWNLOAD



1977 - Renato e seus Blue Caps

Este álbum de 1977 segue a mesma linha "popular" adotada pelo conjunto há alguns anos. Trouxe o sucesso "365 Dias", além de "Nem Tudo Se Perdeu", outra canção do disco que tocou bem nas rádios brasileiras.
Como fato curioso, a gravação de duas versões dos Beatles, o que não ocorria desde o LP de 1969.
Neste álbum, já não faziam mais parte do grupo o tecladista Scarambone e o vocalista Ivanilton. Lincoln Olivetti, arranjador do disco, tocou teclados nas gravações como música extra.

Formação:
Renato Barros: Guitarra e Vocal;
Cid Chaves: Vocal e Percussão;
Pedrinho: Baixo;
Gelson: Bateria

01 - Nem Tudo Se Perdeu
02 - 365 Dias
03 - Não Devo Te Aceitar
04 - O Que Eu Posso Fazer (Baby's in black)
05 - Sem Você
06 - Adorada
07 - Você É Um Pedaço de Mim
08 - Tudo O Que Eu Sonhei (If I fell)
09 - Não Quero Nada Da Vida
10 - Não Maltrate Um Coração
11 - O Brinquedo Se Quebrou
12 - Estou Voltando Pra Você

DOWNLOAD

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Yé Yé France

O yéyé foi um estilo de música pop muito popular na França, Espanha e América Latina durante a década de 1960. O termo surgiu do grito "yeah yeah" e o precursor foi Serge Gainsbourg. O movimento teve origem no programa de rádio Salute les copains criado por Lucien Morisse e apresentado por Daniel Filipacchi, indo ao ar pela primeira vez em dezembro de 1959.
O yéyé foi particular de muitas maneiras: primeiramente foi o único movimento musical encabeçado por mulheres; segundo, era um fenômeno majoritariamente europeu (apesar de ter se espalhado pelo resto do mundo, inlcusive no Japão); terceiro, as estrelas do yéyé eram jovens, por exemplo, France Gall tinha apenas 16 anos quando lançou seu primeiro álbum e 17 anos quando ganhou o concurso da Eurovision em Luxemburgo e a maioria das canções eram pueris e inocentes tratando de temas como o amor e a solidão. Os maiores nomes eram além de France Gall, Françoise Hardy, Sylvie Vartan e Jacqueline Taïeb.
Mas apesar de ter sido encabeçado por mulheres, não era um movimento exclusivamente feminino. Os yéyé boys era formado por Serge Gainsbourg, Jacques Dutronc, Michel Polnareff, Claude François e Nino Ferrer.


01- Annabell - La moustache a papa
02- Jacqueline Taïeb & Amsterdam Beat Club - 7 heures du soir
03- Jacques Dutronc - Les cactus
04- France Gall - Avant la bagarre
05- Stella - Idole des jaunes
06- Band Ciné - Tu Veux ou Tu veux Pas (Nem vem que não tem)
07- Nino Ferrer - Mirza
08- Christine Pilzer - Dracula
09- Charlotte Leslie - Les filles c'est fait pour...
10- Berthe - Comment passer à la télé

download

Mantenham a fé e até semana que vem!

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Renato & seus Blue Caps 1971, 1972, 1973

Chegando na fase 70s dos Blue Caps, com a volta de Paulo Cezar no baixo, e Pedrinho deixa o baixo e passa para guitarra "segurando as pontas" para o guitarrista lider Renato, porém o álbum de 1971 é o preferido de Renato, e é último com o "Baterista do Rei" Tony, que em 1972 é substituido por Gelson Moraes, mas é isso aí pessoal!!!

MANTENHAM A FÉ!!!!




1971 - Renato e seus Blue Caps

Primeiro álbum de Renato e Seus Blue Caps a não incluir versões de músicas internacionais. Neste disco, está evidente a influência do guitarrista Santana sobre Renato Barros, o que deu ao LP uma sonoridade bem característica do início da década de 70.
Como curiosidade, vale destacar que este é o disco preferido de Renato, entre todos que a banda lançou. A faixa que abre o disco, "46-77-23", do excelente compositor Getúlio Côrtes, causou alguns "inconvenientes" ao dono do telefone cujo número era cantado no refrão desta música.
O álbum marca também o retorno de Paulo Cezar Barros ao conjunto.

Formação:
Renato Barros: Guitarra e Vocal;
Paulo Cezar Barros: Baixo e Vocal;
Cid Chaves: Vocal e Percussão;
Scarambone: Teclados;
Pedrinho: Guitarra;
Tony: Bateria

01 - 46-77-23
02 - Esta Noite Não Sonhei com Você
03 - Sheila
04 - Sou Louco Por Você
05 - Você Vai me Ouvir
06 - Tania
07 - Não É Nada Disso
08 - Nós Dois
09 - Agora É Tarde
10 - O Brinquedo se Quebrou
11 - Sou Amor Pra Te Entregar
12 - Ainda É Hora de Chorar

DOWNLOAD




1972 - Renato e seus Blue Caps

Disco basicamente composto por versões de temas internacionais, assinadas, em sua grande maioria, por Rossini Pinto.
Renato e Seus Blue Caps, de 72, é um disco apreciado por uns, mas não tão bem aceito por outros.
O ponto alto do LP talvez seja exatamente a criatividade vocal do conjunto, que deu às gravações um colorido especial, marcante e característico de Renato e Seus Blue Caps. Estréia de Gelson na bateria, substituindo Toni.

Formação:
Renato Barros: Guitarra e Vocal;
Paulo Cezar Barros: Baixo e Vocal;
Cid Chaves: Vocal e Percussão;
Scarambone: Teclados;
Pedrinho: Guitarra;
Gelson: Bateria

01 - Darling, Darling (Darling, Darling)
02 - Eu Sou o Que Eu Sou (I am that I am)
03 - Não Foi o Que Eu Fiz
04 - Vou Mudar De Vida (Don't want to say goodbye)
05 - Domingo Feliz (Beautiful Sunday)
06 - Você Vive
07 - Por Você (Little girl)
08 - Mas Não Faz Mal (It's alright "I don't mind")
09 - Por Amar (I've been down)
10 - Eu Te Adoro (I need you)
11 - Baby, Baby
12 - Vou-me Embora (Michoacan)

DOWNLOAD



1973 - Renato e seus Blue Caps

O LP de 1973 segue basicamente a mesma linha do álbum anterior, priorizando versões de temas internacionais, assinadas geralmente por Rossini Pinto.
Talvez a diferença esteja na escolha do repertório, neste caso tendendo a um estilo mais "popular".
Aliás, é deste álbum um dos maiores sucessos do grupo nos anos 70, a composição de Renato e Rossini Pinto: "Se Você Soubesse".
Fora isso, o disco passou sem alcançar o mesmo êxito obtido por outros lançamentos.

Formação:
Renato Barros: Guitarra e Vocal;
Paulo Cezar Barros: Baixo e Vocal;
Cid Chaves: Vocal e Percussão;
Scarambone: Teclados;
Pedrinho: Guitarra;
Gelson: Bateria

01 - Vamos Viver Cantando (Let's hang the moon in the front room mama)
02 - Eva Maria
03 - Mentira
04 - Não Penso Nela (Non penso più a lei)
05 - Porque Os Sonhos Se Vão (Porque los sueños se van)
06 - Não Me Interessa
07 - Se Você Soubesse
08 - Um Homem Apaixonado (Un hombre enamorado)
09 - Guarde O Seu Amor Pra Mim (Save the last dance for me)
10 - Estranho (Strange one)
11 - Um Cantinho No Seu Coração
12 - Jurei Nunca Mais Lhe Aceitar (So what if it rains)

DOWNLOAD

terça-feira, 26 de outubro de 2010

10 variações do MOD

Um divertido guia em tradução livre do ModCulture



Os condimentos Heinz vem em 57 variedades, mas que tal o Mod? Bem, o número é próximo de dez. Aqui vai uma listinha divertida dos diferentes tipos de modernistas que você pode encontrar, do tradicional ao wanna be. Qual tipo você é?

Mod Old School

Se distingue por: adorar clubes de R&B e se vestir super bem.
Ama: sons autênticos do início da década de 60, blues, R&B, um pouco de ska, clubes mais fechados, roupas sob medida, um ou dois botões na perna da calça, Levi's com costura turn-up e loafers com pendões.
Odeia: Indies, pessoas 'non sense' que chegam aos clubes e querem esculhambar a pista, qualquer coisa depois de 1963 (especialmente os "swirlies") e bandas ao vivo que não toquem o jazz ou o blues autênticos.
Onde você pode encontrar um: Em clubes fechados, que provavelmente se tratem de salas encima de pubs.


Revivalista:

Se distingue por: Um amor pelo revival e por grandes reuniões.
Ama: O retorno ao vivo de uma banda das antigas, Paul Weller, nostalgia, playlist da década de 80 da Sneakers, falar com skins e casuais remanescentes sobre 'aqueles dias', meias brancas, blazers, sapatos de boliche, e, é claro, a humilde parka.
Odeia: Elitismo de outros mods, envelhecer, a falta de mods em clubes e a falta de respeito de alguns mods por bandas de power pop.
Onde você pode encontrar um: na frente de onde vai acontecer um show do Teenbeats

O "não sou um mod" (também conhecido como "coisa alguma"):

Se distingue por: Ficar falando a todos que na verdade ele "não é um mod".
Ama: algumas partes do modernismo - muitas vezes as scooters, uma pequena fração da música e uma parte do vestuário, mas normalmente falar para todos que queiram ouvir que eles "não são mods" é o que eles preferem.
Odeia: A parte do mod que tem "cena", clubes mod, parkas e, provavelmente, os fóruns de discussão do ModCulture.
Onde você pode encontrar um: Em casa à noite, num clube indie ou provavelmente num dos fóruns de discussão do ModCulture. Mesmo que eles não sejam mods. Na verdade eles não são.

O "eu era um mod":

Se distingue por: usar o jargão "Eu era um mod, mas amadureci e saí dessa...".
Ama: Falar para todo mundo que "o modernismo morreu", especialmente em clubes de soul. Além de adorar usar roupas mais casuais porque é o "novo mod".
Odeia: Tudo que se relacione com mod, seu passado mod e tudo que deixe a entender que ele ainda parece um mod.
Onde você pode encontrar um: Em algum evento ou clube de soul, se esgueirando na ala dos mods quando ninguém está olhando. Ou fazendo sua própria festa de soul.

O indie:

Se distingue por: usar tênis Adidas, camisas pólo e cabelos no estilo Paul Weller.
Ama: Oasis (uma banda mod mod-erna), Arctic Monkeys, todas as outras bandas que soem tanto como Oasis quanto como o Arctic Monkeys, shows ao vivo, discos velhos que o 'pai' tem do The Jam, produtos do Pretty Green (mesmo que o preço seja salgado).
Odeia: música velha, roupa velha, gastar dinheiro com bobagem quando se pode gastar numa noitada, indo a um show ou em 4 latas de cerveja.
Onde você pode encontrar um: na fila para comprar ingressos da nova banda do Liam Gallagher. Porque ele é mais Deus do Mod do que o Weller jamais foi.

O mod-erno elitista dos dias de hoje:

Se distingue por: por estar usando jeans japonês e japona de pescador da Albam. Pelo menos nesta semana.
Ama: Preços altos, roupa casual vendida em poucas peças, qualquer coisa feita no Japão, scooters vintage, acumular uma coleção de roupas esportivas sem nunca tê-las usado.
Odeia: Não tem muito tempo para música mod e abomina o estereótipo mod - porque o mod de hoje deveria estar vestido só com as marcas atuais.
Onde você pode encontrar um: mexendo nas prateleiras da Oi Polloi (nota: loja masculina de Manchester)

O mod Quadrophenia:

Se distingue por: cantar o hino "We are the mods, we are the mods, etc etc..."
Ama: Quadrophenia, os diálogos de Quadrophenia, bandas tributo, The Jam, The Who, ver o Phill Daniels em qualquer dramalhão da tevê, parkas, Ben Sherman, qualquer coisa do TK Maxx com um mod target na frente.
Odeia: que caçoem das bandas tributo, bandas novas, soul antigo e roupas que custem mais que 20 libras a peça.
Onde você pode encontrar um: pulando pra cima e pra baixo, cantando num concerto do The Jaaaammmm...bem, você pode imaginar.

O garagem/ mod psicodélico (também conhecido como "swirly"):

Se distingue por: cores berrantes e franjas
Ama: discos de 45 rotações europeus e obscuros do final dos anos 1960, cachecóis, arabescos, camisas Rockhunter da Carnaby, Le Beat Bespoque, Euro Yeye, chamar mods de 'quadrados' e o atual amor da NME para bandas garagem desde que The Horrors alcançou as paradas.
Odeia: Soul, R'n'B, cores lisas, que riam da sua cara no ônibus, ter de deixar de usar sua roupa fantasiosa para ir ao escritório de segunda a sexta.
Onde você pode encontrar um: num par de hispsters rebaixados no Mousetrap Fuzz 4 (nota: Clube Londrino).

O mod em crise:

Se ditingue por: seu recém comprado traje Ace Face e sua scooter modelo SX.
Ama: estar na meia idade, ter dinheiro para torrar e gastar agora que as crianças cresceram, sem falar poder ter um fim-de-semana longe da patroa na Ilha de Wight. Não mencionar sua "crise de meia idade".
Odeia: Todos os anos perdidos com a vida em família, não ter mais 17 anos, ter que voltar para casa nos domingos à noite, ser um transportador de passageiros durante a semana, a calça de 1000 libras e o fato de o terno ser um pouco apertado. É muito caro mandar roupas personalizadas pelo correio.
Onde você pode encontrar um: jogando dinheiro fora num bar na Ilha de Wight.

O mod de internet:

Se distingue por: uma palidez de quem não sai de casa. Nunca.
Ama: fóruns de internet, facebook, twitter, comprar roupas pela internet, fazer downloads de música, comida para levar e idealizar uma imagem de Carnaby Street apesar da forte evidência em contrário.
Odeia: sair de casa, fazer comprar em lojas de verdade, ir a clubes e perder conexão na internet.
Onde você pode encontrar um: online, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Mantenham a fé e até semana que vem



quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Renato & seus Blue Caps 1968, 1969, 1970

Agora veio a fase final da Jovem Guarda, em 68 com um membro novo, Mauro Motta nos teclados, porém foi o único disco com ele, foi o último com os integrantes Carlinhos e Paulo Cezar, e no disco inteiro os vocais foram assumidos por Paulo Cezar, em 69 muda a formação, Scarambone nos teclados, e Pedrinho no contrabaixo (indicado por Paulo Cezar, que foi arriscar uma carreira solo), e entram numa fase meio "Hippie", mas não deixa de ser um baita disco, em 70 é a mesma formação de 69, e um baita disco também!!!!

Mantenham a fé até quinta!!!!



1968 - Especial

"Especial" é um dos melhores discos do conjunto. Além de uma excelente qualidade sonora, possui arranjos vocais e instrumentais que deram um som "especial" ao LP. A novidade ficou por conta da participação do tecladista Mauro Motta, que na época passara a integrar a banda.
Este também foi um dos álbuns de maior vendagem de Renato e Seus Blue Caps, dando mostras de que o grupo sobreviveria ao enfraquecimento do movimento Jovem Guarda.

Formação:
Renato Barros: Guitarra Solo;
Paulo Cezar Barros: Baixo e Vocal;
Cid Chaves: Percussão;
Carlinhos: Guitarra Rítmica;
Tony: Bateria;
Mauro Motta: Teclados

01 - Para me Abandonar
02 - Ela É Um Mistério Para Mim
03 - Porque Eu Te Amo
04 - Escreva Logo
05 - Não Vou Me Humilhar Por Você
06 - Te Adoro (No fuimos)
07 - Ela É Tão Linda
08 - A Esperança É a Última Que Morre
09 - Não Demore Mais
10 - Já Não Precisas Mais Chorar
11 - Bem Feliz Serei (Sunshine girl)
12 - Sem Suzana

DOWNLOAD

1969 - Renato e seus Blue Caps
Lançado no final de 69, este foi o primeiro álbum após a saída do baixista e vocalista Paulo Cezar Barros, que partia para carreira solo. Também não faziam mais parte do grupo o guitarrista Carlinhos e o tecladista Mauro Motta. Apesar de todas essas mudanças, os novos componentes - Pedrinho (baixo) e Scarambone (Teclados) - se encaixaram perfeitamente ao estilo e ao perfil da banda, fazendo com que o LP de 69 fosse um sucesso de vendas e de crítica, caindo no gosto popular.

Formação:
Renato Barros: Guitarra e Vocal;
Cid Chaves: Vocal;
Tony: Bateria;
Scarambone: Teclado;
Pedrinho: Baixo

1 - Obrigado Pela Atenção
2 - Meu Bom Amigo
3 - Foi Mentira
4 - No Dia em Que Você Me Disse Adeus
5 - Eu Vivia Enganado (Hooked on a feeling)
6 - Disse Me Disse
7 - Não Vá Embora Sem Me Dizer
8 - Tão Sozinho (Cuore stanco)
9 - Não Volto Mais (Paperback writer)
10 - Despedida
11 - Claudia (Lodi)
12 - Quando A Cidade Dorme

download
1970 - Renato e seus Blue Caps
A banda entrava com o pé direito na década 70 com este excelente álbum, que para muitos, é um dos melhores já lançados por Renato e Seus Blue Caps.
Cid e Renato dividem vocais pra lá de competentes e, junto com arranjos modernos e inovadores, fazem deste disco um clássico da discografia do conjunto.

Formação:
Renato Barros: Guitarra e Vocal;
Cid Chaves: Vocal;
Tony: Bateria;
Scarambone: Teclado;
Pedrinho: Baixo

01 - Faça O que Eu Digo, Mas Não Faça O que Eu Faço
02 - Coitadinha de Você
03 - Playboy
04 - Todo Meu Amor Você Levou
05 - Escreva
06 - Cha-La-La Marisa
07 - Tudo Tem Seu Preço
08 - Vontade de Viver
09 - Só Faço Com Você
10 - Não Quero Chorar
11 - Meu Amigo do Peito
12 - Se Eu Sou Feliz, Por Que Estou Chorando?

DOWNLOAD

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Slackers no Brasil

Fonte Radiola Records, agradecimentos especiais a Aryanne Rodrigues


They are back in town! Os Slackers e o seu "Jamaican Rock n' Roll"!
De 9 e 21 de Novembro, na maior turnê de uma banda de ska já realizada na América do Sul, o grupo do Brooklyn, New York, apresenta seus clássicos e lança o álbum "The Great Rocksteady Swindle".

Confira a agenda:

Ter, Nov 9 - Porto Alegre/RS, Brasil - Live Sport Club/Boss Sounds
Qua, Nov 10 - Porto Alegre/RS, Brasil - Live Sport Club/Boss Sounds
Qui, Nov 11 - São Paulo/SP, Brasil - Clash Club
Sex, Nov 12 - Campinas/SP, Brasil - Casa São Jorge/Skandalosa
Sáb, Nov 13 - Belo Horizonte/MG, Brasil - Music Hall/53 HC Fest
Dom, Nov 14 - Belém/PA, Brasil - Se Rasgum Festival
Seg, Nov 15 - Brasília/DF, Brasil - Bar do Calaf/Criolina
Qui, Nov 18 - Rosário, Argentina - Willie Dixon
Sex, Nov 19 - Buenos Aires, Argentina - Niceto Club
Sáb, Nov 20 - Rio de Janeiro/RJ, Brasil - a confirmar
Dom, Nov 21 - Rio de Janeiro/RJ, Brasil - a confirmar

terça-feira, 19 de outubro de 2010

V.A.- Coletânea Shots in the dark (1981)

Esta semana trago para vocês esta coletânea que reúne bandas obscuras de Ska da Grã-Bretanha. Este é um projeto ambicioso de Laurie Mellor, que além de tentar dar destaque a estas bandas inspiradas no 2-tone, no The Clash e no Police ainda traz bandas cujas letras são fortemente influenciadas pelo cristianismo.



01. The Graphics - Don't Stop
02. The Stares - Pseudo Love
03. Crowd Control - There Are Houses
04. Mystery Guests - Take A Look At Yourself
05. The Predators - He Thinks He Knows Me
06. The Graphics - Just A Balloon
07. The Magnetics - Passin' Thru
08. The Predators - Plastic Surgeon
09. Crowd Control - Treason
10. Mystery Guests - So Misunderstood
11. The Magnetics - Not My Home
12. The Stares - Joe


Espero que tenham gostado e até semana que vem!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Renato e seus Blue Caps - 1965, 1966, 1967

Aqui vão mais três obras dos Blue Caps, sim, as obras que marcaram a vida deles, foram três obras que mais marcaram na fase da Jovem Guarda, ambos os álbums com os mesmos integrantes, são eles:
*Renato Barros: Guitarra Solo e Voz;
*Paulo Cezar Barros: Baixo e Vocal;
*Cid Chaves: Sax;
*Carlinhos: Guitarra Rítmica;
*Tony: Bateria
Tony não escapava das gravações do Rei ROBERTO CARLOS, ele era considerado por Roberto “O Baterista do Rei”, por mais que viesse um baterista seja de onde for e melhor que o Tony, o Roberto não queria, ele queria O TONY, se não nem gravava, Paulo Cezar gravou os discos de Roberto Carlos até 1981, e também foi baixista do Raul Seixas, desde o LP “Krig-há Bandolo” de 1973 até o LP de 1988 “A Pedra do Gênesis”, mas enfim, é isso pessoal, LONGA VIDA AOS BLUE CAPS!!!!

MANENHAM A FÉ!!!!!!



1965 - Isto é Renato e seus Blue Caps

Disco lançado logo após o início do programa "Jovem Guarda", e que reúne um grande número de sucessos do grupo. É o LP mais vibrante de Renato e Seus Blue Caps. Disco feito para baile, inspirado em Beatles e em tudo o que era moderno. Aqui, Paulo Cezar se firma como vocalista principal, e a banda encontra o estilo que marcaria sua carreira.
As músicas "Aprenda a me conquistar" e "Preciso ser feliz" entraram na trilha sonora do filme "Rio, verão e amor", rodado em 1966.
É o disco que traz o maior número de versões de músicas dos Beatles; foram quatro no total.

01 - Voce Nao Soube Amar
02 - Feche os Olhos
03 - O Escandalo
04 - O Fugitivo
05 - Preciso ser Feliz
06 - Eu Sei
07 - Meu Primeiro Amor
08 - Aprenda a me Conquistar
09 - Espero Sentado
10 - Sou tao Feliz
11 - Esqueça e Perdoe
12 - Orgulho de Menina

DOWNLOAD


1966 - Um Embalo com Renato e seus Blue Caps

Disco de maior êxito e vendagem da banda. Com "Um Embalo...", Renato e Seus Blue Caps emplaca vários sucessos e conquista a juventude brasileira. Quase todas as músicas do álbum tornam-se bastante populares. É Um disco feito com inspiração e talento; um dos mais importantes da década, retrato fiel do Pop brasileiro em 1966; enfim, um marco na História do Rock nacional.

01 Meu Bem Não Me Quer
02 Pra Você Não Sou Ninguém
03 Até o Fim
04 Sim, Sou Feliz
05 Gosto de Você
06 Perdi a Esperança
07 Primeira Lágrima
08 Dona do Meu Coração
09 Não Te Esqueçerei
10 Vivo Só
11 Não Quero Ver Você Chorar
12 A Garota Que Eu Gosto

DOWNLOAD


1967 - Renato e seus Blue Caps

Após o sucesso do disco anterior, Renato e Seus Blue Caps lança este ótimo álbum, alternando baladas românticas com excelentes rocks, ao melhor estilo da segunda metade dos anos 60.
"Ana", versão feita em cima da gravação dos Beatles, de 63, foi a faixa de maior destaque, provando que muitas vezes, as versões dos Blue Caps saíam melhores do que as originais em inglês.

01 - Este Amor Me Faz Sofrer
02 - No Dia Em Que Jesus Voltar
03 - Não Posso Me Controlar
04 - A Saudade Que Ficou
05 - Menina Feia
06 - Não Me Diga Adeus
07 - Vou Subir Bem Mais Alto Que Você
08 - A Irmã do Meu Melhor Amigo
09 - Tem Que Ser Você
10 - Ana
11 - Um é Pouco, Dois é Bom, Três é Demais
12 - Lar Doce Lar

DOWNLOAD

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Mod Fave Raves - Volumes 1 e 2

Esta semana trago os dois volumes do Soul Clássico Modernista. Espero que gostem!!





Volume 01

1. Money (That's What I Want) - Barrett Strong
2. Too Many Fish In The Sea - The Marvelettes
3. Needle In A Haystack - The Velvelettes
4. 6x6 - Earl Van Dyke
5. Leaving Here - Eddie Holland
6. I'll Always Love You - Detroit Spinners
7. Can You Jerk Like Me? - The Contours
8. One Way Out - Martha & The Vandellas
9. One More Heartache - Marvin Gaye
10. I Heard It Through The Grapevine - Gladys Knight & The Pips
11. Number One In Your Heart - The Monitors
12. Baby I Miss You - Tommy Good
13. All For You - Earl Van Dyke
14. He Was Really Saying Something - The Velvelettes
15. First I Look At The Purse - The Contours
16. Going To A Go-Go - The Miracles
17. Baby Don't Do It - Marvin Gaye
18. Hitch Hike - Martha Reeves & The Vandellas
19. Hey Harmonica Man - Stevie Wonder
20. Every Little Bit Hurts - Brenda Holloway

download



Volume 02

1. Soul Stomp - Earl Van Dyke
2. Come On Do The Jerk - Miracles
3. Motoring - Martha Reeves & The Vandellas
4. Just A Little Misunderstanding - Contours
5. I'll Keep Holding On - Marvelettes (The)
6. I Can't Help Myself - Four Tops (The)
7. Just Ain't Enough Love - Isley Brothers (The)
8. I Know I'm Losing You - Temptations (The)
9. Just Walk In My Shoes - Gladys Knight & The Pipes
10. Function At The Junction - Shorty Long
11. Take Me In Your Arms - Kim Weston
12. You're Gonna Love My Baby - Barbara McNair
13. I Gotta Dance To Keep From Crying - Miracles
14. Tune Up - Junior Walker & The All Stars
15. Love Is Like An Itching In My Heart - Supremes (The)
16. Heatwave - Martha Reeves & The Vandellas
17. Little Miss Sweetness - Temptations (The)
18. Helpless - Kim Weston
19. From Head To Toe - Chris Clark

download

Mantenham a fé e até semana que vem!