quinta-feira, 1 de março de 2012

The Monkees - The Definitive Monkees (2001)



Em setembro de 1965 foi publicado num diário hollywoodiano intitulado Daily Variety um anúncio que convocava "4 garotos insanos" com idade entre 17 e 21 anos para uma nova série de TV. Os requisitos eram ter espírito de Ben Frank (bem, nesta parte do anúncio realmente não dá para entender o que eles quiseram dizer com isso) e coragem para trabalhar. Nos testes apareceram quase 500 rapazes que estavam mais do que prontos para ser tornarem novos astros da TV. Entre eles estavam Stephen Stills do Buffalo Springfield, Jerry Yester do The Lovin' Spoonful e Danny Hutton do Three Dog Night, porém, como se sabe, nenhum deles foi o escolhido.

Os produtores da rede norte-americana de televisão NBC, Bert Schneider (vice-presidente da Columbia Pictures na época) e Bob Rafelson (roteirista e diretor de programas para a televisão) queriam que os "4 garotos insanos" fossem nada mais do que jovens com a capacidade de interpretarem papéis sobre si mesmos num programa televisivo onde os jovens estrelariam uma série sobre uma banda fictícia de rock'n'roll. Além disso, queriam fazer algo surpreendente, até mesmo para a época: capturar toda a febre de juventude advinda da Beatlemania e transformar isso em uma série de TV (para quem não notou, a grafia correta da banda seria Monkeys, e não Monkees, mas houve a necessidade de fazer um trocadilho e também uma espécie de concorrência com os Fab Four, cuja grafia correta seria Beetles, não Beatles). Os escolhidos foram Peter "Thork" Thorkelson (baixo e teclado), Michael Nesmith (guitarra e voz), Micky Dolenz (bateria e voz) e o inglesinho caçulinha do grupo, Davy Jones (percussão e voz).

Desde o 1º momento a intenção dos produtores da série era criar uma história sobre uma banda fictícia e não o contrário. Ainda no começo de tudo ficou estabelecido que a dupla Boyce & Hart seriam os encarregados da composição das canções que fariam parte da trilha-sonora da série. O contrato assinado pelos rapazes previa que não era permitido a nenhum deles fazer qualquer tipo de contribuição musical para o projeto, que os atores seriam limitados em suas ações, além de banir os Monkees de tocar qualquer um dos instrumentos durante as gravações dos álbuns. O único a fazer uma contravenção dos contratos foi Nesmith, que conseguiu convencer os produtores Boyce e Hart a utilizar alguns dos arranjos compostos por ele. O primeiro mérito dos rapazes foi o de ter lançado o single Last Train To Clarksville nas rádios sem maiores pistas sobre a banda, seus membros ou a série de tevê e ainda assim terem alcançado certa fama. Em julho de 1966 foi ao ar nos Estados Unidos o 1º episódio da série televisiva, intitulada apenas como The Monkees. A partir de então, os Monkees eram os pop-stars do momento.

Em 1967 eles já haviam se tornado um fenômeno total, entretanto, apesar do sucesso do 2º álbum e do 2º hit, os primeiros problemas começaram a aparecer. Peter e Michael não concordaram em continuar com o playback instrumental imposto pelos produtores, e concomitantemente a imprensa começou a depreciá-los, pois estariam "se utilizando do talento de terceiros e ganhando milhões com isso".

Os rapazes então convocaram o baixista do The Turtles, Chip Douglas para produzir um álbum que seria controlado por eles. Assim, ainda em 1967 foi lançado Headquarters, lembrado pelos membros como sendo a primeira oportunidade de que tiveram de deixar seus talentos florescerem. A rotina, no entanto, continuava a mesma: turnês em vários países, ensaios, gravações da 2ª temporada do show, etc. Em dezembro, Douglas deixa de ser o produtor da banda, e apesar dos rapazes terem assumido certo controle nas gravações, o single Valleri foi lançado sem seu consentimento. Começa então o declínio da banda. O contrato para a série de tv não é renovado, o lançamento do filme Head, em 1968, é um fracasso de público e de crítica e Peter Tork deixa a banda para tentar se lançar em carreira solo. No ano de 1970 a banda estava praticamente extinta.

Durante as décadas de 1970 e 80 houve uma retomada do grupo. Em 1989, conquistaram uma estrela na Calçada da Fama. Em 2000 foi lançado o filme Daydream Believer: The Monkees Story contando toda a trajetória do grupo e na mesma época o canal pago Multishow transmitiu um excelente documentário sobre os rapazes, que conta com imagens de arquivos e depoimentos dos mesmos.

David Jones faleceu algumas semanas após ter se juntado a Micky Dolenz e Peter Tork para uma turnê comemorativa aos 45 anos da banda.



The Monkees - The Definitive Monkees (2001)


01. (Theme From) "The Monkees"
02. Last Train To Clarksville
03. Take A Giant Step
04. Saturday's Child
05. I'm A Believer
06. I Wanna Be Free
07. (I'm Not Your) Steppin' Stone
08. She
09. A Little Bit Me, A Little Bit You
10. Mary Mary
11. The Girl I Knew Somwhere
12. Look Out Here Comes Tomorrow
13. Shades Of Gray
14. Sometimes In The Morning
15. For Pete's Sake
16. Forget That Girl
17. Randy Scouse Git
18. You Just May Be The One
19. Pleasant Valley Sunday
20. Words
21. Daydream Believer
22. Goin' Down
23. What Am I Doing Hangin' Around
24. Cuddly Toy
25. Valleri
26. Porpoise Song ("Theme From Head")
27. Listen To The Band
28. That Was Them, This Is Now
29. Heart And Soul

download  [LINK BLOQUEADO POR INFRAÇÃO À LEI DE DIREITOS AUTORAIS. ENTRE EM CONTATO COM modernomundo@hotmail.com]

Mantenham a fé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mesmo com a moderação de comentários, use seu bom senso. Caro (a) anônimo (a), por favor, identifique-se no comentário!