quarta-feira, 5 de junho de 2013

Sonoridades #5

Alright, mates! Hoje o Sonoridades foi feito para baixistas, focando em uma grande e inútil briga que estes instrumentistas tendem a continuar quando tentam comparar dois modelos extremamente diferentes e ficar discutindo qual é o melhor: Precision e Jazz Bass.

Bom, tudo iniciou quando a famosa Fender Musical Instruments Corporation foi fundada por Leo Fender na década de 1940. Todos deveriam saber que os instrumentos desta empresa mudaram o rumo do som de uma maneira magnífica, já que seu fundador criou e fabricou instrumentos únicos e extremamente versáteis ao combinar timbres de Country Music, R&B, Blues e Jazz em seus produtos, tornando-se assim essencial para qualquer gênero ligado ao Rock. Lembrando que Leo Fender avançou em outra direção das demais fabricantes ao produzir um estilo de guitarra em corpo sólido.



O fundador Leo Fender, imagem de Jon Sievert.

O Fender Precision Bass foi o primeiro modelo de baixo criado por Leo, em 1951, e houve uma tremenda revolução na maneira de os baixistas tocarem por ser um instrumento leve, elétrico, com trastes e você poderia pendurá-lo em suas costas ou tocá-lo sentado, como uma guitarra (isto era muito diferente para a época, em relação aos antigos contrabaixos acústicos). A grande questão do Precision Bass é o grave muito forte e a falta de definição sonora dos timbres, por isso os mais entendidos garantem ele deve ser utilizado em grupos que buscam uma sonoridade mais pesada ou em bandas com muitos metais, para garantir o grave.


Fender Precision Bass, modelo de 1958.

Já o Fender Fazz Bass foi introduzido ao mercado em 1960, tinha um modelo estético modificado e um timbre muito diferente. Desde que foi lançado, o Jazz Bass se tornou o grande concorrente do Precision - eu só não consigo entender o por quê. Afinal, o Jazz Bass possui médios ricos, graves desacentuados e um som brilhante, ou seja, é ideal para... Jazz (claro), MPB e bandas que querem que seu baixo apareça de um modo mais definido e agudo. Sabendo desta diferença entre um e outro, creio que você, leitor do Sonoridades, também não entenda a razão desta grande discussão que assombra os fóruns espalhados pela internet.


Fender Jazz Bass, modelo de 1962.

Posso usar um Precision para tocar jazz? Claro. Posso usar um Jazz Bass para tocar R&B? Claro. Tudo depende do som que você quer alcançar (e o que você deseja transmitir com isso). Portanto, não existe o "melhor", você é quem deve decidir isto e experimentar tudo o que for possível para criar seu timbre próprio.
Dica importantíssima: não acredite em vendedores, muito menos em fóruns.

Até o próximo Sonoridades, keep the faith! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mesmo com a moderação de comentários, use seu bom senso. Caro (a) anônimo (a), por favor, identifique-se no comentário!